14.12.11

VOCÊ...


Você, deveria ser algo sutil...
indo e vindo como 'marolas' num lago calmo.
Deveria ser constante e suave...
Penetraria levemente pelos sentidos e
permaneceria ali, em mim, por muito,... muito tempo.
Mas você,... você é como o mar bravio!
Possuí ondas que vem e vão abruptamente
e explodem na praia.
Movendo areias, pedras,... cava fundo.
E, impregnando como essencia pura
o véu d'alma, fica o tempo que se é necessário
e se torna eterno... inesquecível!
Você, lua cheia a erguer o mar
e eu, a absorver espumas!...

http://signatures.mylivesignature.com/54487/268/80AC6A36AB8CBD4A113EBCA8EF4E6AC0.png

3 comentários:

  1. Lindo e sentido poema, querida amiga Nany!

    Aproveito para te desejar um Feliz Natal com tudo de bom!

    Beijinhos carinhosos.

    Mário

    ResponderExcluir
  2. Você sumiu!
    Um amor, pra amar?
    Você, lua cheia a erguer o mar,
    e eu aqui a esperar...

    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...