16.11.11

Ainda Chove...


Pela janela olho a chuva.
Pingos que rolam devagar,
ao sabor do vento.
Vento frio que me traz saudades
despertam no corpo a vontade
de um abraço, de um carinho e,
o desejo de sentir, novamente,
sabor de um longo beijo...

Ainda chove...
Gotas finas de um garoar.
A saudade não vai estiar como a chuva.
Ela vai transbordar dos olhos
como um rio...
http://signatures.mylivesignature.com/54487/268/80AC6A36AB8CBD4A113EBCA8EF4E6AC0.png

5 comentários:

  1. É verdade minha amiga. Continua a chover e bem.

    Gostei muito deste poema.

    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  2. A grande maioria das pessoas não presta atenção no conteúdo... fazer o que?
    Obrigada pela visita e pelo elogio... Tb gosto muito do seu blog!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Chuva que molha o mundo, chuva que molha o olhar e muitas vezes acalenta sentimentos...beijos minha linda, uma bela semana pra ti.

    ResponderExcluir
  4. A chuva dos olhos é a pior.
    Mas, depois dela, as nuvens desaparecem do horizonte...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Beijos, querida amiga Nany.

    ResponderExcluir
  5. Uma semana toda linda pra ti minha querida,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...