2.5.11

de ti,...


...permanece em mim
a lembrança da tua voz
ao pronunciar meu nome
dizendo-me o que fazer
e pedindo-me sempre mais.

teu timbre intenso que me bolia
no prazer de ouvir-te a sussurrar
desejos e mistérios...

como queria que meu corpo
tivesse as lembranças de tuas mãos
a me percorrer cada centímetro
por ti arrepiados...

como queria que meus lábios
pudessem ter o gosto do teu beijo
e de tua língua úmida
a me aquecer a alma inteira...

como queria o suspiro opreso
e o peso de teu corpo
sobre o meu...

como queria...

de tudo, só meus dedos sabem o caminho
e o percorrem para te fazer ouvir
meus gemidos,
gritos, gozos e prazer...

só eles saborearam a paixão
despertada por ti...

te fiz de minhas mãos
e dou-me a ti sem que saibas
para te amar sempre
mesmo quando elas manifestam
uma vontade própria
quando te quero em mim...


(nany carvalho)

4 comentários:

  1. Poesia que rima com a imagem e fazem ao leitor divagar.
    Este querer e permanecer... é bom demais!

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Delícia de postagem, delícia de texto e linda imagem!

    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. Nossa...quantas delícas reunidas...
    Minha amiga vc é tudo di bom...
    Saudades enormes de ti...
    Linda semana minha querida...bjs carinhosos...

    ResponderExcluir
  4. Tão gostoso guardar tudo assim,,,sereno,,,com desejo,,,grande beijo de bom dia pra ti querida.

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...