25.2.11

Desejo de Mulher

De onde vem esse sorriso tão bonito
Esse olhar matreiro, aflito
Procurando me encontrar?
De onde vem essa paixão tão violenta
Essa busca tão intensa
Essa dúvida no olhar?

De onde vem essa vontade de ir embora
Explodindo a qualquer hora
Sem limite, sem pensar?

De onde vem essa incerteza absurda
Essa história tão confusa
Esse medo de me amar?

Sou seu menino
Faz de mim o que quiser
Sou seu destino
Seu desejo de mulher...

Sou seu menino
Quero ser sua paixão
Sou seu destino
O dono do seu coração!

*
(letra: zezé di camargo)

(*esqueci a melodia e todos os acordes...
esqueci o timbre que entoa a canção e
senti, da letra, apenas a poesia.
Ah, menino,...
como eu queria te tocar sem o medo
de ferir meu coração...)

2 comentários:

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...