23.11.09

*teu mar...


*
Entre pedras e ondas, sustos e risos,
me vejo intacto e sem sentido.
Sentado e admirando um sorriso,
que ofuscava o farol e deixava os barcos perdidos.

A confiança era tanta
que eu soltava meu corpo ante as rochas,
só pra saber se ainda te importas,
sem nem um pingo de medo.
Só um mar de desejos.
Só em pensar
que ainda guardo meus melhores beijos,
bem ali, preso a seus dedos...

Eis que tudo se acentua,
em teus olhos, à meia altura;
Minha falta de ar e a respiração tua,
riscam uma estrela na noite escura;
Eis um beijo à luz da Lua.
Onde o vento nos sentia
e o tempo se perdia,
numa indizível alegria;
Em mergulhos sem pudor
que não dissipavam o ardor,
o seu momento transcendia.
Por longas horas se seguia...
à beira mar, na areia fria;
marcando a ferro aquele dia...

E a felicidade se estendia
enquanto você adormecia.
Daí então
o perfeito desfecho:
em silêncio te desperto
com um suposto último beijo

-rodrigo s.-

(presente, de um amigo!)

(foto: johannes barthelmes)

13 comentários:

  1. Um texto desse é para arrebentar!!!
    Este tipo de poesia toca lá no âmago... onde verdadeiramente a gente pulsa.. e sente, e dói e ama-se...

    Adoro demais este canto seu nany...
    Sinto-me em casa aqui...

    Beijos com carinho....

    ResponderExcluir
  2. Nossa, como é linda essa busca do amor, me atiro nas pedras pra ver se ainda se importas, ultimo beijo, são tantas passagens reais que nem a poesia nos deixa sonhar, ela nos remete a tudo que desejamos em amor, eu penso em me atirar num infinito, ir caindo até ver onde vai dar, como faz a chuva, os raios do sol, da lua,,,,aquelas estrelas que supostamente caem em nossos jardins...isso é o amar pleno...entrega, cheio de loucuras.....beijos querida, eu agradeço sempre seu carinho comigo....um lindo dia pra voc.e

    ResponderExcluir
  3. Suposto ultimo beijo einh...ah ah ah ah impossivel de ser o ultimo....
    Voce e muito envolvente...um vulcao de pessoa....Se fores assim com toda esta sua explosao de sentimentos deves ser uma mulher mais que especial

    beijos cheiros joao

    ResponderExcluir
  4. Lembrarás tu que as manhãs
    Acordam da tua luz fugidia
    És esperança de perdida estrela
    Quem recolhe a dor em Deus confia

    Assombração que o luar esqueceu
    Nas margens de um lago azul
    Hoje passou a voar por mim
    A última garça a caminho do sul

    Era alva como a espuma do mar
    Graciosa como mulher feliz
    Voava de encontro ao vento
    Com olhar brilhante de petiz


    Boa semana


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nancy.

    Vim aqui a reboque do blog "sentimentos", e gostei muito deste belo espaço de sensualidade e erotismo.

    Gostei muito deste teu poema!

    Intenso, sensual, arebatador!!

    Se me permites, vou coloca-lo nos meus favoritos.

    Beijinhos

    Gil

    ResponderExcluir
  6. **VIDA
    Obrigada pela visita e o belo poema.
    Volte sempre! Prometo visitar o blog que participas com mais calma!

    Beijos no coração!

    **GIL
    O Blog da Branca é realmente lindo!E, se vens rebocado de lá(rsrs) vens bem!!
    Seja Bem Vindo!!
    Um doce beijo em teu coração!

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente... Belo!

    Aqui pulsa poesia.

    ResponderExcluir
  8. Um beijo e um dia cheio de carinho pra voce menina do coração de ouro...

    ResponderExcluir
  9. Lindo,lindo...
    Voltei minha lindona...saudades de vcs...
    Beijos da Nega

    ResponderExcluir
  10. Trace então,
    deixe-me sentir teu hálito quente!
    mordo deflorando tuas artéria s
    bebendo todos os teus líquidos
    roce e sarre como quer bandida
    que não se entrega, nem perde a luta

    ----
    Seduza-me...

    Deixa-me tocar o teu corpo,
    Enquanto te incendeio o olhar!...
    Deixa-me entrar
    Com meu sol e calor
    Abra pra mim
    Me conduzas!
    Na tua terra e no teu mar
    Livre teu espírito... desnude tua alma.
    Vou te entrelaçar nos meus braços,
    Vou Beijar-te toda,
    Vou respirar na tua boca,
    Rasgar-te-ei de desejo,
    Destroçarei teus sentidos
    Grite as palavras, rasgue o verbo
    Escancare sem vergonha!

    ResponderExcluir
  11. Menina, olha como são as coisas do mundo pequeno, estive aqui ontem, comentei seu poema lindo, postei o de hoje no Livro, e agora voltando aqui vejo que, a imagem que voce usou, primeiro, é da mesma que usei hoje...rs..rs...poses diferentes, mas a mesma modelo no mesmo lugar, depois veja...e me diz se to certo...rs..rs..rs...beijos carinhos e um dia lindo pra voce...

    ResponderExcluir
  12. Olá Nancy!

    Vim de novo mergulhar neste teu mar, de sensações arrebatadoras!!!

    Beijocas

    Gil

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...