6.9.09

na beira do rio


Na beira do rio
em que adormeço,
com um toque suave em minha tez,
me chamas para a água
e eu obedeço...
Me encanta e me ama
como com outras já fez...
A água no corpo
me alerta os sentidos
mas não quero ir e ele não vai deixar
Me ronda em voltas, redemoinho...
E meu corpo em seu corpo
quer se afogar.
Quando sai d'água
me leva em seus braços
até que eu me entregue
mais uma vez.
Me enche de beijos, carinhos e afagos.
Me enche de amor, de paz... lucidez!
Na beira do rio
onde adormeço
a lua me cobre com seu doce beijo
e sua mulher o boto me fez.

.

7 comentários:

  1. ººº
    Deixa-me sonhar (contigo) na beira do rio.

    Bjossssssssssssssssssss!!!

    ResponderExcluir
  2. Um namorar assim,
    na beira de um rio,
    é muito mais do que um sonho!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. "Me enche de beijos, carinhos e afagos.
    Me enche de amor, de paz... lucidez!"
    Não posso te garantir lucidez...rsrs...
    Neste momento intenso, as fantasias, o desejo, a entrega, o prazer, tudo se mistura. Só a explosão do gozo é que queremos.
    Beijos gostosos,
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  4. OIE MINHA AMIGUINHA SUMIDINHA TO COM SAUDADES DE VC MINHA LINDAAAAA...
    UM MIMINHO PRA VC QUERIDA.....BJINHU COM CARINHO......

    QUANDO...

    Quando rio... Quando choro
    Quando meu sorriso
    Vem mesclado com lágrima
    E improviso...

    Quando você chega... Quando você vai
    E entardece e logo a noite cai
    Com um que de jamais
    Quando a lembrança vem
    E assim a esperança entretém

    Quando você me intriga
    Mas também me abriga
    Com tua mão amiga
    E tudo mais é passageiro

    Quando nuvens de fumaça
    Acinzentam o ambiente
    Mas logo te vejo pela frente
    E tudo mais fica diferente. Radiante!

    Quando o caminho é penoso
    E tudo parece se desmantelar
    Quando titubeio receosa
    Lá vem você com tua prosa

    Que me deixa como rosa
    Recendendo a inebriante perfume
    Reacendendo a tudo em tons de rosa
    Assim meio que um vaga-lume

    Sem nenhum queixume
    Apenas seu lume
    Como um farol
    Assim como um girassol
    Girando ao redor do sol

    Quando você não está
    Mais ainda comigo você está
    Como uma cicatriz
    Que é de mim motriz

    Quando e apenas quando
    Você de vez em quando
    Surge... Ressurge
    Como miragem...

    Carmen Cecília

    ResponderExcluir
  5. Um ... Muito imagem erótica ... Muito texto romântico ... Obrigado pela visita, que eu aprecio ......

    ResponderExcluir
  6. Oi, dia 26 de agosto você me enviou em um comentário a letra de um bolero. Veja o que publiquei hoje, com o acompanhamento musical desta música. Ficarei contente com sua visita e comentário!
    Beijos e bom sábado.

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...