11.8.09

Luz do Quarto...


Quando adentrares ao meu quarto
diga-me baixinho:
-Sou todo teu!
Me entregarei a ti
sem nenhum recato
e sentirás minha boca
nos lábios teus.

E, quando apagares a luz do quarto,
vou mostrar-te todo o meu amor.
E quando sentires
que tudo se acaba,
fecharei teus olhos
com o meu suor.

Mas, ao acenderes a luz do quarto,
olha-me nos olhos com ternura.
Deixe que eu te sinta
por mais um momento
e que me desfaleça nos teus braços
com loucura.

Por fim, no derradeiro apagar da luz do quarto,
já em minha porta não me diga adeus...
Olha-me apenas por alguns instantes
e te verás refletido
no singelo brilho
dos olhos meus.
*
By Nany C.

7 comentários:

  1. Que lindos versos,
    em forma de declaração de amor.
    Na escuridão do quarto,
    ou na claridade de um lâmpada,
    alguém querendo se entregar,
    de corpo e alma a um grande amor!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. sim senti saudade daki essa sua maneira de descrever sentimentos coisas simples que se transformam..

    beijos enormes!!
    estou de volta pra ficar!!

    ResponderExcluir
  3. Ai...meu...deus !

    Que poema !

    Lindo minha doce amiga,lindo msm !
    Assim como vos,linda e cheia de amor.
    Miga,ontem eu estava com problemas na conexao,e hj tb nao esta la aquelas coisas..rs
    Mas apareço mais tarde pra conversarmos,ok ?

    Doces Beijos

    Doce Essencia

    ResponderExcluir
  4. ...e te verás refletido
    no singelo brilho
    dos olhos meus.
    Que entrega mais linda!!!

    Uma semana abençoada é o que desejo a vc Nany!
    Bjo.

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema!
    Tão singelo e tão profundo!
    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  6. pura e linda cada palavra exposta, fluindo ao longo deste poema como se de uma brisa fresca se trata-se!

    *Entre Linhas

    ResponderExcluir
  7. Que lindoooo, Nany
    Estás inspiradissima, amigaaaa
    Parabéns, o blog tá d++++ !!!

    Bjssssssssss

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...