17.6.09

Vem!...


Vem morrer e reviver nos meus braços
Preenche com meu colo teus espaços
Do avesso do meu não, faz o teu sim
Vem poetar de amor dentro de mim

Grita o aroma rubro do desejo em flor
Perde teu gosto fulvo desta pele em cor
Pensa nas sombras de gemidos vãos


E faze de meus lábios tuas mãos
Sente meu toque no teu toque exangue
Vive meu gozo em teu próprio sangue

Dá-me teu beijo para que eu afague
Dá-me teus olhos para que eu me afogue
Teu pensamento onde minh'alma cabe
E que meu corpo no teu corpo acabe

(autor desconhecido)
(pena não ser meu... )

4 comentários:

  1. As palavras e as imagens são perfeitas .. Erótico Correios

    ResponderExcluir
  2. Oi.. Nany..

    Sim,já lá fui,e amanhã aceito o teu selo..
    Hoje não estou bem..

    Bjo grande..

    Pekadus..

    ResponderExcluir
  3. bonito esse poema desconhecido..até dá inveja..pq tem tempos, seculos, milenios, q eu não amado e desejado assim!
    um beijo

    ResponderExcluir
  4. "E faze de meus lábios tuas mãos
    Sente meu toque no teu toque exangue
    Vive meu gozo em teu próprio sangue"


    Lindo!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...