20.7.07

Lentamente


Como suave veneno,
Sinto teu corpo em mim.
Escrava do teu sexo,
Me lambuzo de tudo em você.
O calor dos teus braços,
Teus beijos e tua volúpia gostosa.
Quando me viras,
Roças minhas costas
Num sobe-desce cheio de querer.
Penetrando minhas entranhas,
Meu sexo pulsando de tanto tesão.
Suas mãos puxando,
Arranhando,
Buscando mais e mais.
Tua boca beijando,
Lambendo,
Mordendo,
Gemendo...
Querendo me engolir, ser engolido
Me dominando e sendo dominado,
Rolando em nós mesmos
Nessa pressa sem pressa....
Bem devagar...
My Angel!!!!

Um comentário:

  1. Lentamente.......... vou lendo tudo por aqui.
    Voltando ao passado dos teus escritos,
    mas nem sempre comentando.
    Aqui encontro palavras que me satisfazem.

    Beijos e ótima quinta.

    ResponderExcluir

Deixe-me, aqui, uma gota de ti...
Deixe-me o sonhar, o desejo...
Divida comigo teu sentir...